Blog CP4

Por que fazer intercâmbio após os 50 anos faz bem para a saúde?


Se antes a educação era preocupação dos jovens e principalmente uma preparação para o mercado de trabalho, hoje ela é entendida como um processo contínuo, almejado por pessoas de todas as idades. A busca pelo desenvolvimento pessoal, o aperfeiçoamento intelectual e o constante estímulo cognitivo atualmente permanece durante toda a vida.

Nos últimos anos, o número de idosos está aumentando no Brasil. Estudos apontam que 25% dos brasileiros na faixa etária acima dos 60 anos têm a intenção de viajar. Para os mais velhos, o intercâmbio é uma opção que mistura o lazer da viagem e a formação educacional. Em todas as idades, o ser humano tem a possibilidade de progredir, ensinar, aprender. Fazer um intercâmbio após os 50 anos conta uma série de vantagens.

 

Confira:

Melhoria na qualidade de vida

Estudar promove o equilíbrio das funções cognitivas, como memória, concentração e raciocínio. Além disso, propicia às pessoas uma adaptação social e oportunidades para buscar o seu bem-estar físico e mental. O intercâmbio permite que os idosos combinem o estudo à prática de outras atividades, como praticar esportes, dançar, fotografar. Assim, os idosos podem se manter ativos e independentes.

Renovação do conhecimento e extensão cultural ampla

Estudar e viajar estimula uma reciclagem do conhecimento. A atividade ajuda os idosos a se integrar mais com a sociedade atual, permitindo que eles estejam conectados aos novos conhecimentos.

Valorização da autoestima

Os mais velhos sentem-se úteis e capazes de absorverem o aprendizado. Assim, começam a desenvolver a tomada de consciência do envelhecimento ativo, bem-sucedido e da boa qualidade de vida na velhice.

Socialização

Participar de uma experiência como o intercâmbio evita que os mais velhos fiquem isolados, integrando-os na rotina da sociedade. Além disso, uma viagem em grupo é uma possibilidade de cultivar bons relacionamentos.

Que tal fazer um intercâmbio na Itália, conhecendo as belezas da arquitetura?  Quem sabe estudar inglês na terra da Rainha, tomando um verdadeiro chá inglês? Conhecer a França e degustar os famosos vinhos?

Quer saber mais sobre nossos programas de intercâmbio senior? Aqui , você encontra várias alternativas, mas com certeza, falando com um de nossos consultores , você ainda vai saber mais ainda.  consultores.

2 respostas para “Por que fazer intercâmbio após os 50 anos faz bem para a saúde?”

  1. ANA PAULA CARNEIRO DE ARAÚJO ALMEIDA disse:

    Tenho 47 anos e pretendo fazer intercâmbio em Mônaco. É possível?

    • CP4 Cursos no Exterior|Traveller disse:

      Olá Ana Paula,
      Intercâmbio é possível sempre!!!! Há cursos de todos os tipos e para todas as idades. Mande seu email inbox e enviamos as alternativas para você. Forte abraço, Equipe CP4

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias










Afiliações e Associações