Blog CP4

Lilyan Berlim
Curadora do Paris Experience


Desejo, Disciplina e Determinação.
Essas palavras te garantem a realização de seus sonhos!

Saiba quem disse isto, conferindo a entrevista da CP4 com a Profa Doutora Lilyan Berlim, curadora do programa Paris Experience, na versão 2019 do Curso de Moda em Paris. Você vai saber quem é ela e quais são os projetos que estão na agenda deste ano, como vê o mundo da Moda e que sugestões ela dá para quem está se formando agora.

Lilyan, você hoje é uma referência no Brasil quando o assunto é Moda e Sustentabilidade. Conte para a gente como começou a sua relação com a Moda.

Trabalho com Moda há mais de 3 décadas – um trabalho que se originou na minha mais apurada habilidade, que é a pintura e que hoje se encontra multiplicada em várias áreas da Moda: no ensino, na pesquisa e na consultoria. Sou artista plástica e foi a arte que me levou para a Moda, onde aprendi a trabalhar e sustentar a mim e meus filhos. Meu primeiro cliente foi a Mara Mac: pintei quilômetros de seda pura para esta marca que tanto me ensinou por décadas; depois vieram as outras grifes cariocas e paulistas (Cantão, Sacada, Animale, Ateen, etc) e me vi trabalhando como Designer Têxtil para o mercado de Moda em geral. Não apenas pintava, mas projetava as estampas para serem feitas por estamparias. Como profissional liberal, montei uma marca, trabalhei desenvolvendo a marca dos outros, vitrines, produtos, estratégias … até que um dia pensei: para onde vai toda essa roupa que a Moda vende? E foi aí que fiz um mestrado em Sustentabilidade para entender como os profissionais de Moda poderiam encarar os cenários futuros que se desenhavam, ainda em 2007. Nesta época, eu já fazia o Curso de Moda em Paris há alguns anos e estudava muito para dar conta dos conteúdos de Moda enquanto cultura, e foi essa base que eu já tinha que me deu segurança para o mestrado.


Paris: essa história linda começa porque vivi um tempo na França e foi lá que aprendi a pintar seda e desenvolver estampas para a Moda. Meu pai era piloto e eu tinha as passagens para Paris de graça, assim todo o material do meu trabalho era francês e eu tinha que ir uma ou duas vezes por ano a Paris comprá-lo. Nesta época, eu já dava aulas de estamparia no primeiro curso de Moda do Rio de Janeiro e já tinha alunos maravilhosos, então cada vez que eu ia viajar, acabava levando alguns alunos que queriam ir a Paris com alguém que pudesse falar de Moda para eles, que entendesse a cidade e a alma artística dela. Depois de alguns anos viajando anualmente com meus alunos, decidi que este movimento poderia se transformar em um curso: foi assim que nasceu o Curso de Moda em Paris, em 2003. Hoje eu não pinto mais sedas, mas dou aulas de Design de Superfície, Cultura de Moda e Estamparia. E amo isso! Mas o mestrado me deu “futuros” que eu não previa: publiquei um livro, o único livro científico de Moda e Sustentabilidade no país; fui parar num doutorado em Ciências Sociais para estudar Consumo de Moda e acabei indo dar aulas sobre isso na Business School da Nottingham Trent, UK. Sim, estudar mudou a minha vida e me transformou numa pessoa e numa profissional mais completa. Assim, me defino como uma pesquisadora que ministra aulas e consultorias, como uma pessoa que gosta de “pessoas”, que acredita na transformação ininterrupta de tudo ao nosso redor, e que acredita que, com propósito e afeto, a vida fica interessante de ser vivida!

Que projetos estão na sua agenda deste ano?

O Paris Experience é um projeto novo que finalmente estamos colocando em prática. Ele tem um conteúdo mais específico que os cursos passados – ele fala em Moda na esfera da identidade, do perfil estético e ético, e em autoconhecimento. No momento, estou acabando meu segundo livro, que fala de mercado de Moda e de Slow Fashion e aguardando a publicação de um outro livro, que organizei com uma amiga e que é sobre Design Periférico. Muitos projetos!!!

 

 

Neste mundo de constante transformação, como você está vendo a Moda atualmente e se isto influenciou na nova formatação do curso de Moda em Paris, hoje, Paris  Experience.

A Moda está se transformando numa velocidade inacreditável – não são as roupas e as tendências que mudam, mas as pessoas, as percepções e a nossa expressão. A Moda é uma das maiores formas de expressão que desfrutamos. Nosso jeito de vestir fala sobre quem somos e no que acreditamos. Estou observando a Moda tornar-se mais responsável, mais sustentável e entendo que isso está acontecendo porque as pessoas estão se tornando mais conscientes e responsáveis. Essa foi uma das principais razões do surgimento do Paris Experience – precisamos falar de autoconhecimento, de sustentabilidade, de propósitos. Essa é a nova cara da Moda! Me emociono ao sentir que a Moda está ficando mais limpa, mais justa, mais linda… somos nós mudando e ela nos refletindo!

O que você diz para quem está entrando no mercado da Moda?

Entenda o seu talento, o seu desejo, a sua vocação. Inevitável ficar confuso, deixe espaço para isso acontecer. Entenda que o futuro traz formas de trabalho diferenciadas – que empreender é fundamental e que, seja lá o que for que vc queira fazer, use sempre os três “Ds” – desejo, disciplina e determinação. Essas palavras te garantem a realização de seus sonhos!

Saiba mais sobre o programa  Paris Experience  e fale com um Consultor CP4 para reservar sua vaga.

2 respostas para “Lilyan Berlim
Curadora do Paris Experience”

  1. Ana Pizolati disse:

    Bonjour, mande-me mais dados sobre PARIS EXPERIENCE , por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias










Afiliações e Associações