Whatsapp

Blog CP4

10 dicas para um currículo internacional perfeito


Quem está pensando em decolar na carreira internacional, precisa ter cuidado com a edição do currículo em um idioma estrangeiro. Isso porque nem todos os termos e estruturas utilizados no Brasil valem lá fora. E isso pode acabar prejudicando sua apresentação profissional. Então,atenção! Fazer uma tradução literal ou incluir uma foto pessoal pode  não ser uma boa aposta!

Para dar um primeiro passo nesse mercado em expansão neste mundo globalizado,  a CP4 vai dar 10 dicas rápidas que podem ajudar a montar o currículo perfeito!

Um resumo para começar

Ao escrever seu currículo, inicie com um breve resumo, contendo no máximo cinco linhas. Você pode falar um pouco do seu perfil profissional e adicionar breves experiências. Funciona como um tipo de “carta de apresentação”, só que compacto e com muita atenção aos termos utilizados.

Listagem das experiências e formações

É interessante listar suas experiências e formações em ordem decrescente, ou seja, organizar com o cargo atual ou atividades mais recentes no topo. Essa regra é bem vista internacionalmente.

Estrutura do currículo

Para organizar as informações, divida seu currículo em partes objetivas. A sugestão é começar pelos dados pessoais  – personal details, depois adicionar um resumo curtinho como já indicado – summary, experiência profissional work experience, formação acadêmica – education, idiomas e competências  – language & professional skills, e outras informações e interesses – other information & interests.

Moderação com dados pessoais

Quando o assunto é informação pessoal, o importante é adicionar apenas seus contatos  – como nome, telefone, whats app e e-mail –  e não exagerar na dose. Cada vez mais no mercado profissional internacional, a data de nascimento e estado civil não entram no currículo por conta das leis contra a discriminação.

Esqueça os floreios e inverdades

É fundamental passar credibilidade em seu currículo, portanto nada de aumentar, dizer uma coisa por outra, falar de competências extras ou dados que você não possa comprovar. Isso vale até para indicações de idiomas: se é intermediário, é exatamente assim que precisa entrar no currículo e não com um”plus” pessoal.

Nada de foto

Os modelos de currículos internacionais em inglês não costumam incluir fotografias pessoais. Só adicione se a vaga pedir diretamente essa informação no material de apresentação.

Seja direto

Duas laudas são suficientes para explicar o seu currículo em inglês. É uma boa estratégia para não deixar a leitura cansativa: adicione os pontos principais e que valorizem sua carreira, sem exageros no texto.

Não envie sem revisão

Erros ortográficos ou de estrutura de texto podem prejudicar a percepção do seu currículo. Portanto, vale dar um “double check” antes de enviar. Os detalhes e o cuidado com as informações fazem toda a diferença.

Conheça a linguagem apropriada

Uma dica é recorrer aos verbos de ação ao escrever seu currículo, com uma linguagem mais profissional e com seriedade. Assim como no português, evite repetir muito o pronome pessoal  – Eu –  ou iniciar uma frase com gerúndio.

Nada de tradução literal

Use todos seus conhecimentos no idioma estrangeiro para fugir da tradução literal dos termos no currículo internacional. Em caso tenha dúvida, pesquise, pergunte a um professor ou amigo que tenha uma maior experiência no inglês.

Atualize seu currículo constantemente

Quer estar preparado para poder se colocar no mercado internacional? Com a velocidade atual, mantenha -se atualizado, adicione idiomas – afinal cada vez mais as empresas estão em vários países  e as contratações podem acontecer para qualquer lugar.  Faça um intercâmbio profissional, um curso de linguagem específica, uma especialização ou um MBA, destaque-se e fique preparado para uma carreira em qualquer parte do mundo.

A CP4 é uma consultoria educacional e orienta você em todas as etapas da sua jornada profissional e do intercâmbio necessário para você. Uma assessoria completa para sua viagem. Se você está na universidade, fazendo estágios e entrando no mercado, veja alternativas de cursos.  Se já está no mercado e quer se desenvolver e ampliar o leque profissional, veja as opções profissionais.  Agende um horário com um Consultor Educacional.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias










Afiliações e Associações